Gentoo Logo

Aviso : Este documento não é válido e não é mais mantido.


[ << ] [ < ] [ Início ] [ > ] [ >> ]


1. Sobre a instalação do Gentoo Linux

1.a. Introdução

Bem-vindo!

Primeiramente, seja bem-vindo ao Gentoo. Em breve você entrará no mundo das escolhas e da performance. O Gentoo é escolha. Na instalação você verá isso várias vezes -- você pode escolher o quanto você quer compilar pessoalmente, como instalar o Gentoo, qual gerenciador de registros de sistema você quer, etc...

O Gentoo é uma metadistribuição moderna e veloz com um desenho limpo e flexível. O Gentoo foi construído com software livre e não esconde de seus usuários o que está sob o capô. O Portage, sistema de gerenciamento de pacotes usado pelo Gentoo, é escrito em Python, o que significa que você pode facilmente ver e modificar o código-fonte. O sistema de gerenciamento de pacotes do Gentoo usa código-fonte (embora também ofereça suporte a pacotes pré-compilados) e a configuração do Gentoo é toda feita com arquivos de texto normais. Em outras palavras, abertura em todos os pontos.

É muito importante que você entenda que as escolhas são o que movimenta o Gentoo. Nós tentamos não forçar você a nada que você não goste. Se você achar que estamos forçando, por favor relate um bug.

Como é a estrutura da instalação?

A instalação do Gentoo pode ser vista como um procedimento de 10 passos, correspondendo aos capítulos 2 - 11. Cada passo resulta num determinado estado:

  • Após o passo 1, você está num ambiente pronto para instalar o Gentoo
  • Após os passo 2, a sua conexão à Internet está pronta para instalar o Gentoo
  • Após o passo 3, seus discos rígidos estão aptos a abrigar a sua instalação do Gentoo
  • Após o passo 4, seu ambiente de instalação está preparado e você está pronto para fazer o chroot dentro do novo ambiente
  • Após o passo 5, os pacotes-chave, que são os mesmos em todas as instalações do Gentoo, estão instalados
  • Após o passo 6, você compilou seu kernel de Linux
  • Após o passo 7, você escreveu a maioria dos arquivos de configuração de sistema do seu Gentoo
  • Após o passo 8, seu gerenciador de inicialização escolhido foi instalado e configurado
  • Após o passo 9, as ferramentas de sistema necessárias (as quais você pode escolher de uma bela lista) estão instaladas
  • Após o passo 10, você está logado na sua nova instalação do Gentoo

Quando você tem uma certa escolha, tentamos da melhor forma possível explicar os prós e contras de cada opção. Continuaremos então com uma escolha padrão, identificada por "Padrão: " no título. As outras possibilidades são identificadas por "Alternativa: ". Não pense que o padrão é o que recomendamos. É simplesmente a que acreditamos que a maioria dos usuários vai usar.

Eventualmente será oferecido um passo opcional. Esses passos são marcados como "Opcional: " e portanto não são necessários para instalar o Gentoo. No entanto, alguns passos opcionais dependem de decisões anteriores que você fez. Vamos informá-lo quando isso acontecer, tanto quando você fizer a decisão, quanto logo antes de descrevermos o passo opcional.

Quais são minhas opções?

Você pode instalar o Gentoo de muitas formas diferentes. Você pode baixar e instalar a partir dos nossos CDs de instalação, a partir de uma distribuição já existente em seu disco, a partir de um CD inicializável (como o Knoppix), inicializando pela rede, a partir de um disquete de recuperação, etc...

Este documento cobre a instalação usando CDs de instalação do Gentoo, ou em certos casos, inicialização via rede. Esta instalação presume que você quer instalar a última versão de cada pacote. Se você quiser fazer uma instalação sem rede, você deve ler os Manuais do Gentoo 2007.0 que contêm as instruções de instalação para um ambiente sem rede.

Também note que, se você planeja usar GRP (a Gentoo Reference Platform, uma coleção de pacotes pré-construídos feitos para uso imediato após uma instalação do Gentoo), você deve seguir as instruções nos Manuais do Gentoo 2007.0.

Para ajuda em outras formas de instalação, por favor leia nosso Guia Alternativo de Instalação. Nós também fornecemos o documento Dicas & truques de instalação do Gentoo, que pode ser uma ótima leitura também. Se você sente que as instruções de instalação atuais são muito elaboradas, sinta-se livre para usar nosso Guia de instalação rápida disponível a partir de nossos Recursos de documentação se sua arquitetura tiver tal documentação disponível.

Você também tem diversas possibilidades: pode compilar seu sistema inteiro do zero ou usar um ambiente pré-construído para ter seu ambiente Gentoo rodando o mais rápido possível. E é claro que também há soluções intermediárias nas quais você não tem que compilar tudo, começando com um sistema semi-pronto.

Problemas?

Se você encontrar algum problema na instalação (ou na documentação de instalação), por favor visite nosso sistema de rastreamento de bugs e verifique se o bug é conhecido. Se não existir, crie um novo registro de bug para que possamos cuidar dele. Não tenha medo dos desenvolvedores que receberem os (seus) bugs -- normalmente eles não comem pessoas.

Note também que, apesar de a documentação que você está lendo agora seja específica por arquitetura, conterá referências para outras arquiteturas também. Isto deve-se ao fato de que grandes partes do Manual do Gentoo usam comandos e códigos que são comuns para todas as arquiteturas (para evitar duplicação de esforços e desgastes dos esforços de desenvolvimento). Nós tentamos manter isso ao mínimo para evitar confusões.

Se você estiver em dúvida com um problema de usuário (algum erro que você cometeu apesar de ter lido atenciosamente a documentação) ou um problema de software (algum erro que nós cometemos apesar de ter testado atenciosamente a instalação e a documentação), sinta-se à vontade para juntar-se ao #gentoo ou #gentoobr em irc.freenode.net. Obviamente você não precisa dessas dúvidas para ser bem-vindo lá :)

Se você tiver uma questão sobre o Gentoo, verifique nossas Perguntas mais freqüentes, disponíveis na Documentação do Gentoo. Você também pode ver as FAQs (Perguntas mais freqüentes) nos nossos fóruns. Se não conseguir encontrar a resposta lá, pergunte no #gentoo (inglês), ou no #gentoobr, nosso canal de IRC na irc.freenode.net. Sim, muitos de nós são loucos que entram no IRC :-)


[ << ] [ < ] [ Início ] [ > ] [ >> ]


Imprimir

View all

Atualizado 1 de julho de 2007

A versão original deste documento foi atualizada em 1 de junho de 2014

Resumo: Este capítulo introduz você ao método de instalação documentado nesta parte.

Sven Vermeulen
Autor

Roy Marples
Autor

Daniel Robbins
Autor

Chris Houser
Autor

Jerry Alexandratos
Autor

Seemant Kulleen
Desenvolvedor do Gentoo x86

Tavis Ormandy
Desenvolvedor do Gentoo Alpha

Jason Huebel
Desenvolvedor do Gentoo AMD64

Guy Martin
Desenvolvedor do Gentoo HPPA

Pieter Van den Abeele
Desenvolvedor do Gentoo PPC

Joe Kallar
Desenvolvedor do Gentoo SPARC

John P. Davis
Editor

Pierre-Henri Jondot
Editor

Eric Stockbridge
Editor

Rajiv Manglani
Editor

Jungmin Seo
Editor

Stoyan Zhekov
Editor

Jared Hudson
Editor

Colin Morey
Editor

Jorge Paulo
Editor

Carl Anderson
Editor

Jon Portnoy
Editor

Zack Gilburd
Editor

Jack Morgan
Editor

Benny Chuang
Editor

Erwin
Editor

Joshua Kinard
Editor

Tobias Scherbaum
Editor

Xavier Neys
Editor

Grant Goodyear
Revisor

Gerald J. Normandin Jr.
Revisor

Donnie Berkholz
Revisor

Ken Nowack
Revisor

Lars Weiler
Colaborador

Enderson Maia
Tradutor Responsável

Marcelo Góes
Tradutor

Eduardo Magalhães
Tradutor

Marcelo Azambuja
Tradutor

Marcos Vinicius Buzo
Tradutor

Donate to support our development efforts.

Copyright 2001-2014 Gentoo Foundation, Inc. Questions, Comments? Contact us.